domingo, 21 de junho de 2015

Desastre Ambiental/ Crime Ambiental?


Vazamento de óleo atinge a Baía de Sepetiba





Esta semana, sexta-feira, devido a problemas  de vazamento na válvula de um duto da Transpretro, em Mangaratiba, no sul fluminense, houve um derramamento de óleo por cerca de oito horas, atingindo além da baía, um manguezal da Área de Proteção Ambiental (APA) do município. Prefeitura e Transpetro divergem na quantidade de óleo derramado, para a primeira foram 30 mil litros, a outra relato apenas 600 litros, dos quais 50 litros chegaram ao mar, na altura de Coroa Grande e Itacuruçá (segundo o INEA). Suscitou-se um arrombamento no cadeado do local, sugerindo roubo de dutos, configurando assim crime ambiental.
Foi feito um trabalho para que o óleo não se espalhasse. Barreiras foram colocadas no rio Itinguçu e foram usadas bombas para aspirar o óleo. A prefeitura de Mangaratiba notificou a Transpetro com um auto de infração que prevê multa de 50 milhões. A empresa tem 15 dias para apresentar a defesa.

Em: Jornal o Globo, 20 de junho, Pág. 18

Nenhum comentário:

Postar um comentário