quinta-feira, 22 de setembro de 2016

PRIMAVERA




Região Sudeste - tendência para a primavera 2016

22/09/2016 às 16:44 
por Josélia Pegorim 

A primavera traz um aumento gradual da chuva e da temperatura também para a Região Sudeste do Brasil.
Os volumes médios de chuva mensais de setembro a dezembro podem ser vistos nos mapas abaixo. Em outubro, o volume médio de chuva em geral não supera os 100 mm na maioria das áreas do Sudeste. Em áreas do sul, do leste e norte de São Paulo e do Sul de Minas Gerais, a média de chuva pode chegar aos 150 mm.
Já em dezembro, os volumes médios de chuva passam de 200 mm na maioria das áreas da Região Sudeste.



A primavera de 2015 foi fortemente influenciada por um evento do fenômeno El Niño que reduziu a chuva em grande parte do Sudeste e aumentou o calor de forma generalizada. Apenas o estado de São Paulo e algumas áreas no sul de Minas Gerais foram beneficiados com chuva volumosa e acima da média.





A primavera de 2016 acontece numa situação de temperatura abaixo do normal das águas do oceano Pacífico Equatorial central e leste indicando uma tendência para ocorrência de um fenômeno La Niña. A expectativa é que, se o fenômeno se concretizar, será com fraca intensidade.
Mas só o fato de não termos o El Niño já garante que a chuva e a temperatura da estação se comportem mais próximas do padrão climático normal pra a estação.
Há uma expectativa de que a Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), fenômeno que traz chuva persistente e volumosa para grande parte do Sudeste, volte a se formar e até de forma antecipada, com um evento esperado para novembro.


Confira a análise do meteorologista Alexandre Nascimento para a primavera de 2016 no Sudeste do Brasil.

























http://www.climatempo.com.br/noticia/2016/09/22/regiao-sudeste-tendencia-para-a-primavera-2016-0226

Nenhum comentário:

Postar um comentário