segunda-feira, 27 de julho de 2015

Resíduos Sólidos/Crescimento do Lixo


GERAÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS AUMENTOU CINCO VEZES MAIS QUE  A POPULAÇÃO EM QUATRO ANOS

A despeito do que vigora na Lei (Nº 12.305/2010) o tratamento de resíduos pouco avançou no país, numa relação preocupante: maior crescimento do lixo do que o crescimento populacional, compreendido entre 2010 à 2014. Setenta e oito milhões de pessoas (38% dos brasileiros) continuam sem acesso ao tratamento e destinação adequados de resíduos - dados da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais( Abrelpe) - divulgado hoje em São Paulo. Um dos maiores problemas são os lixões a céu aberto, em cidades cujas as prefeituras não conseguem resolver  a contento (aproximadamente 1559 cidades). Estes deveriam ser erradicados em agosto do ano passado, porém a proposta foi adiada, conforme anunciado aqui no Blog. Segundo a Abrelpe, o crescimento populacional foi de 6%, enquanto o lixo aumentou em 29%, em quatro anos. A geração de lixo é reflexo do crescimento econômico nesse período, tendo agora um crescimento bem menor devido á estagnação verificada no país Oitenta milhões de habitantes não são abastecidos com sistemas adequados. Com a expectativa de aumento de cinco anos para encerramento das atividades dos lixões, esperamos que muitos municípios se esforcem para alcançarem suas metas antes do prazo estipulado.



Jornal O Globo, 24/07/2015, Pág. 22.



Nenhum comentário:

Postar um comentário